Como evitar capetas garanhões

Já viram um cavalo reprodutor? Forte, vistoso, viril! Alguns dizem que eles têm cinco pernas, mas sabemos que não é bem assim. Esses cavalos são os garanhões.

E não é à toa que homens que saem por aí pegando várias mulheres são denominados assim. A comparação é óbvia, não?

Faz parte do macho querer perpetuar a espécie e, por isso, vivem atrás de seus pares femininos. Não que eu ache isso correto ou... hum... Ah, tá bom, vai! Sem hipocrisia: não há nada de errado em um homem querer pegar geral. Desde, claro, que ele esteja solteiro e que a outra parte esteja ciente que não haverá compromisso ali.


- Valéria Fernanda Sílvia.

- Hã?... Interrompeu os beijos para falar seu nome completo?

- Esse não é o meu nome!

- Er... claro, claro! Eu sei que seu nome é... Su...elen!

- Suzana!

- Isso! E quem é Valéria Fernanda Sílvia?

- Nossas três filhas: a Val, a Fê e a Sil! Sempre achei esses apelidinhos lindos!

- (...)

Há sempre os cafajestes, desgraçados, morféticos, lazarentos... (adoro esses dois últimos xingamentos!) que saem por aí propagando a máxima "homem não presta" com suas atitudes nada aprováveis de brincar com os sentimentos das meninas. Quer uma noite e nada mais? Seja sincero!

- Ai! Doeu!

- Pervertido!

- Ei, volta aqui!

Er... olha, pessoal, não sei o que o personagem aí propôs pra garota, mas não acho que seja o tipo de coisa da qual estou falando.

- Agora que você avisa?

Estou falando de algo mais assim:

- Olha, Alice, a verdade é que eu não estou a fim de nada sério.

- Comigo?

- Com ninguém. Sei lá... quero viver um pouco, sabe? Não quero compromisso agora.

- Eu te entendo. Também estou numa fase assim.

- Mas te acho uma gracinha!

- Hum... Eu também curto você.

- Que tal a gente se curtir sem compromisso? Podemos ser amigos coloridos...

("Amigos coloridos"? Mais uma da série "de que época você é?")

- Que tal a gente se curtir sem compromisso? Podemos ser uma "boa companhia em noites frias"...

- Uau! Adorei isso!

- Sério?

- Teria gostado bem mais se você não estivesse lendo isso na figurinha do chiclete. Mas tá valendo. Eu topo.

Quando está bem para os dois, tudo é válido, pois ambos sabem até onde ir. Só uma dica: querem usar frases feitas? Decorem!

Mas voltando...

O garanhão safado e sem-vergonha (morfético e lazarento!) não respeita nem mulher casada. Ele quer pegar e ponto. E o toque para as meninas vem agora: não abram brechas para eles.

Não vou julgar se vocês querem uma aventura extraconjugal. Aí é com vocês. Mas, se não for esse objetivo, quando estiverem conversando sozinha com um homem, nunca, mas nunca mesmo reclamem de seu marido ou namorado. Em nada. Nada mesmo! Nem uma queixazinha sequer. Pois esse homem de carinha inocente pode ser um dos piores morféticos e lazarentos dos garanhões. E, se for, ele é igual ao Diabo: vai explorar essa queixazinha como quem não quer nada, vai querer colocar caraminholas (mais uma palavra da série "de que época você é?") na sua cabeça para poder dar o bote. E esse bote pode durar dias, semanas, meses e, quem sabe até, anos.

- Amo meu marido. Só que...

- Só que o quê?

- Ele poderia ser mais carinhoso comigo.

- No começo do casamento ele era, né?

- Era sim. Mas... sei lá... com o tempo... Sei que gosta de mim, mas ele demonstra pouco.

- É, Deus dá asas para quem não sabe voar. Se fosse eu no lugar dele, todos os dias declamaria um poema para você.

- Ah, vá! Sério que você é romântico assim?

- Opa! Claro! Sei de cor o "Soneto da Fidelidade".

- Ai, eu amo o Vinícius!

- Gosta? Se quiser, posso declamar pra você.

- Jura?

- Opa!

- Hum... Nunca tinha reparado nesse seu lado...

Entenderam como o Diabo age? Querem fugir do Canhoto Garanhão? É simples: elogiem seus namorados e maridos. Defendam-nos, sempre. Inventem se preciso.

- Meu marido? Não poderia ter escolhido homem melhor!

- Mas ele é carinhoso com você?

- Sempre foi! Comigo e com minha família. No meu casamento, papai estava com os pés inchados. Então o Edgar fez massagem nos pés dele.

- É?

- E o Edgarzinho é tão bom que nem atrasou a minha entrada na igreja. Quando cheguei ao altar, ele tinha acabado de calçar os sapatos do papai. Um fofo!

- Mas ele nunca apareceu aqui pra te buscar.

- Pois é, menino! Foi difícil convencê-lo a não vir. Uma vez, ele até veio com o carro da empresa, mas não deu muito certo.

- Por quê?

- Ah, os passageiros ficaram reclamando da demora. Uns chatos!

- Seu marido é motorista de ônibus?

- E dos bons!

- Não é possível! Deve ter algo nele que incomoda você.

- Hum... Já que você tocou no assunto...

- Ahá! Não falei? O que é?

- O tamanho do negócio dele.

- É pequeno?

- Ao contrário. Tento dormir à noite, mas o Edgar fica me cutucando. Ô homem que não sossega, Ave Maria!

- Desisto!

E essas técnicas também funcionam com outros que não sejam os garanhões. Você pode ser uma mulher casada (ou namorada) linda, gostosa, inteligente, simpática e deslumbrante. Mesmo comprometida, será inevitável que não desperte uma paixão inocente em um homem de bem. Sentimentos puros e nobres podem surgir em situações inapropriadas. Para não dar margem a dúvidas, deixem sempre claro que são felizes com os homens que têm. Isso evitará os capetas garanhões e os anjinhos inocentes apaixonados.

- Mas o negócio do Edgar é daquele tamanho mesmo?

Ah! Também cuidado com certas éguas... Elas também vão comendo (seu homem) pelas beiradas.

Cadastre seu e-mail abaixo e receba novidades do blog
Toques Para Mulheres



22 comentários:

Thais (Viaje na Leitura) disse...

Edson!
Muitoooo engraçado, mas muita verdade também, infelizmente.
Simplesmente não suporto homem (garanhão) e mulher(égua), ambos são fúteis e maleáveis como uma massinha de modelar, tenho pena de homens e mulheres que se deixam se levar por tão poucas lábias rsrsrs

Muito boa a crônica!

Bjo Bjo

Gery Almeida disse...

O mais interessante é que, apesar de tantos clichês e jargões de galanteios, as mulheres ainda caem no famoso "te amo". Hoje, a questão não é ser galenteador, chavequeiro, puto, prostituto, cara com lábia(como disse a amiga aí acima)[funkeiro mode ON] Potranco[Funkeiro mode OFF] enfim, enquanto houver esse fascínio da mulher em ouvir um "te amo" e derreter-se que nem manteiga no microondas, o trabalho e esforço dos garanhões, não será em demasia "cavalar"...(rs)

Radige Hanna disse...

Concordo com o que a Thais falou aí no recado de cima:
"Homem (garanhão) e mulher(égua), ambos são fúteis e maleáveis como uma massinha de modelar."

E Edson, o seu jeito de escrever é bem legal, adoro seus posts.

Tenho um blog, que coloco poemas/mensagens que crio e de outros autores que gosto.
Se quiser dá uma olhadinha lá.
Blog: EU QUERO!
http://radigehanna.blogspot.com/

Natali disse...

Pois é...tanto homens como mulheres, temos que tomar cuidado com esse tipo de gente. Ter o equilíbrio suficiente para não repelirmos todos que se aproximam, e nem receber qualquer um/uma de braços abertos.

Você nos escreve um guia de sobrevivência, moço! Parabéns sempre! =D

Beta disse...

E não é que é EXATAMENTE assim?? hahaha

Perfeita descrição!
Quando eu era solteira e não queria compromisso de jeito nenhum, nem sob tortura (rs), os garanhões (morféticos! AMEI!) eram os pares ideais, mas perigosos eram aqueles que escondiam suas intenções ...

O fator mais engraçado era que, quando encontravam uma mulher que era independente e também não queria nada com ninguém, e que pensava como eles (Acho que mais meia hora em mamis eu nasceria machinha...rs) eles sismavam que queriam compromisso! Pode?rs

Adorei o texto! abs,
beta

Erica disse...

É você tinha razão!
O pior é que esses caras "safados" se acham muito espertos. Na maioria das vezes as mulheres realmente não percebem que estão sendo vítimas de um "homem" vazio. Pra ser sincera, tenho minhas dúvidas quanto ao desempenho destes homens, no fundo o que percebo é que o medo de ficar sozinho ou de não conseguir conquistar uma mulher, os faz vestir esta "máscara" de homem viril! Freud já explicou tudo isso, ou pelo menos tentou mostrar que a insegurança provoca reações adversas as vezes. Posso citar como exemplo um amigo que não entende como as pessoas ainda insistem em se casar, para ele o casamento é uma instituição mais do que falida. Preciso dizer que ele é filho de pais separados??? Acho que não...
Adorei seu texto, parabéns! Me orgulho de ter um amigo como você!
Ah! Adorei nosso café!!!
Beijos
Erica

paros28 disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Edson a cada cronica vc supera, essa foi praticamente volta ao tempo, kkkkk desde caraminholas, amizade colorida e ping pong ???

A história do motorista de onibus foi hilária.

Tava no meu trabalho lendo a cronica e tive que parar, pois já estava gargalhando.

Pra mim isso é homem encosto, chega se escora, aproveita e depois nem dá tchau, obrigada pela dica, mas já ando fugindo deles um tempo já. kkkkk

Pueblo disse...

Adorei e ao mesmo tempo ainda fico pensando em como pode existir mulheres que ainda acreditam nesses garanhões??? ahahahahaha

Perla Pollonio disse...

Eds, conselho aceito! Falar mal, reclamar ou bufar nao tá com nda. Só que preciso complementar seu toque: MULHERES, SE FOREM DESABAFAR COM OUTRA MULHER, NÃO ELOGIEM NÃO! O diabo também aparece na forma de inveja! kkkk Bjo da p! ; )

Emilia disse...

A maioria desses animais agem assim para se auto afirmar, são como os cavalos (garanhões) mesmo, não raciocinam , não sabem curtir ou sentir prazer num ato sexual , porque como animais só perpetuam a espécie ... parabéns pela crônica...muito inteligente !!!

Antonio Carlos

Lucas disse...

Há sempre uns ardilosos querendo atacar algumas gurias inocentes.

Não sou um expert no assunto relacionamento homem-mulher, mas tem muita guria que fica posando de forte, mas vem um "capeta garanhão" com um papo furado que elas caem como patas. Chega a dar raiva do capeta ardiloso, morfético, trupizupi, coisa ruim, abestaiado, e da guria que se engana com umas conversas tão fuleiras! Mas, fazer o quê... :\

Luisa Ortega disse...

ADOREI!!!!

Verdade total...

Homem(morfetico, lazarento) e mulher (égua) é o que mais tem por ae.

Infelizmente, temos que conviver com esse tipo de pessoas no dia-a-dia.

Eu ri demais da forma que você se expressa, muito legal. Parabéns mesmo. Você consegue passar a realidade do post de uma forma divertida sem ofender ninguém.

Parabéns \o
Adorei.

Bjs

Lu

Bookaholic Fairy

Rynaldo Papoy disse...

É difícil "catar" uma mulher demonstrando apenas interesse sexual, elas querem ser consideradas, pelos menos, pessoas importantes.

Carolina Mancini disse...

Esse é perfeito.

Carolina Mancini disse...

Ah, mas falta a dica para os homens (mesmo que o blog não seja para eles, mas pelo jeito também lêem). Se ele tratar realmente bem sua esposa/namorada, ela não vai precisar inventar nada quando chegar um garanhão, e principalmente, terá a certeza de que não vale a pena trocá-lo por nenhum outro.

Blyef disse...

UASDHUHSDUHSUDHSUHUH, adorei.

Eu daria uma diquinha, mas quem não experiencia não aprende direito... Mas enfim, ainda bem que atualmente fica mais fácil se vacinar contra esses... Rapazes. Deve estar cheio de garanhões querendo te esfolar, Edson.

Beijos

Flávio Silva disse...

KKKKKKKKK...
Essa crônica é F#dástica! Foi uma das que mais dei risadas! É... essa é uma das melhores do TPM...kkkkkk...

P.S.: Cá entre nós, os palavrões: Lazarento e Morfético são uns dos melhores (pelo menos 10 vezes ao dia eu falo).

Lika disse...

iueiuehuiehuiehei...
Adoreii...
Simplesmente perfeito!!

Ahh.... e adorei o "morfético".. uiehuiehuiehueh

Beijinhus

N. Ancalimë disse...

Não conhecia "morfético", mas "lazarento" é mesmo uma palavra ótima! HAHAHA. E também gosto de "traste". Aliás, todos os meus ex's são trastes.

Não vou julgar os tais garanhões, porque já tive minha fase "só quero amizade colorida" (hey, eu ainda falo isso, pô!), mas fazia questão de deixar claro que não era o tipo de garota que esperava uma ligação no dia seguinte. hahaha

Mas agora estou namorando há um ano e feliz da vida... Só tomo cuidado pra não me gabar demais do meu namorado porque égua tem de monte por aí, né?!

Ana Luiza Rosa disse...

"Ah! Também cuidado com certas éguas... Elas também vão comendo (seu homem) pelas beiradas."
Adorei essa parte kkkkkkkkk
Edson, Edson... sempre colocando as pitadas de humor nas crônicas, e nos levando a refletir com flechas certeiras!
Homem adora falar umas boas verdades de mulher né?
Mas o que mais gosto quando venho aqui ler as crônicas, é ver que você é bem sincero, e solta mesmo todos os "podres" dos homens!
Abraço

Nahimana C. disse...

Perfeito! A crônica, a dissertação, os trocadilhos, os termos do tempo do onça (e a questão "de que época você é?" entre parenteses), a conclusão, a escrita, simplesmente perfeito. Na medida exata.

Ricardo disse...

Antes ser cafajeste do que marido (= pagador de contas, fantoche, etc...).

Postar um comentário