Um brinde às bêbadas de sonhos matrimoniais!

Já ouvi de tudo sobre o casamento: que é uma instituição falida, que quem está fora quer entrar e que quem está dentro quer sair... Enfim, há muitos que não acreditam nele.

No passado, ele era apenas um acordo entre casas reais para unir impérios. Alguns reis até casavam seus filhos para impedir a divisão de seus domínios. Argh! Casar irmãos? Eu hein! O fato é que, em tempos passados, o casamento era só um contrato de união estável entre casais (ou casas reais). E não havia separação! Só o Henrique oitavo que quis a separação e, não podendo por pressão religiosa, rompeu com a igreja católica, fundou o Anglicanismo e mandou matar duas esposas porque não lhe davam herdeiros! Bom, ninguém pode negar que ele tinha atitude. Porém, isso é outra história.

Mas houve uma época em que alguém teve a ideia de se casar por amor, ignorando estabilidade.

- ...mas ele é pobre, filha!

- ...mas eu o amo, paizinho!

- ...mas ele bebe, minha filhinha!

- ...mas eu o amo, papi!

- ...mas ele não trabalha, pequerrucha!

- ...mas eu o amo, papai!

- ...mas ele é bonito, filhota!

- ...mas eu o... peraí! O que isso tem de errado?

- Nele, nada, mas você já se olhou no espelho?

- Eu te odeio, pai!

- ...mas eu te amo, cocotinha! (Chifruda minha menina não vai ser!)

Atualmente, ficar casado por muito tempo (e com a mesma pessoa!) é algo raro de se ver. Sócrates (o filósofo, não o jogador) dizia que "o ideal no casamento é que a mulher seja cega e o homem seja surdo". Não sei se daria certo isso.

- Amor, cadê o controle da tevê? Não tô vendo.

(...)

- Ai, caramba! Tropecei no quê?

(...)

- Jurandir, minha perna tá sangrando! Cadê a caixa de primeiros socorros?

(...)

- Ô, lazarento! Tô falando com você! Toma!

- (...)!!!!!

- Bati mesmo! (...) Tá balançando as mãos? É Libras?

- (...)

- Eu não enxergo, tapado!

Tá, entendi que o Sócrates falou metaforicamente, mas eu não poderia perder a oportunidade de desenvolver o diálogo (ou monólogo?) aí, né?

Bom, continuando...

Conviver todos os dias é uma tarefa hercúlea para um casal, pois cada um viveu sua individualidade a vida inteira e, de repente, a instituição casamento faz de duas pessoas diferentes uma só. O difícil é determinar qual será.

Indubitavelmente o casamento é algo sério, importante. Tem muita gente que considera um fardo tão pesado que precisa de dois para carregá-lo (às vezes, três!). Mas isso é assunto para outra crônica. Vamos nos ater ao famoso toque que distribuo em cada crônica.

Conheço amigas (ah, essas amigas...!) que romantizam o casamento de forma, digamos... surreal.

- Puxa, que legal saber isso, Júlia! E tá faltando o quê?

- Ai, meu Deus! É tanta coisa para se organizar! Vamos lá: igreja, salão, banda e coquetel estão ok.

- E os padrinhos?

- Seis casais de cada lado. Os doze já foram convidados.

- O carro?

- Um Rolls Royce preto pra me levar à igreja e depois nos levar da igreja até o salão. Meu pai já fez o depósito da entrada.

- E o vestido?

- Já está comigo!

- E o dia da noiva?

- Vai ser na Maison Sifodieu.

- Ah! Então está tudo ok! Desse jeito, o noivo...

- Tá faltando.

- Hã?

- É só isso que tá faltando.

- Você não tem um noivo?

- Ah, na adolescência eu queria que fosse o Diogo, mas ele cresceu e ficou feio.

- ???????????

- No colegial, eu era apaixonada pelo Eduardo! Já tinha até pensado nos nomes de nosso casal de filhos: Ellen e Edson. Achei legal que começassem com a letra "e" para combinar com o nome do pai. Mas o Edu foi embora pro exterior.

- Er...

- Aí, na faculdade, eu comecei a namorar o Felipe. Nossa! Ele era maravilhoso! Mas terminou comigo do nada.

- Er... você compartilhou esse seu sonho de casamento com ele?

- Sim, claro.

- Com detalhes?

- Cada um deles, por quê?

- Hum... não, nada. Estranho ele, não?

- Totalmente!

Muitas vezes, a importância que se dá ao casamento é maior do que se dá pela pessoa com quem você quer se casar. Aí você consegue o casamento que quer, mas não a relação de amor que merece. Num caso assim, frequentemente, boa parte dos casais age da mesma forma: vivem de aparências, e o que era para ser algo bom para dois que se transformaram em um se torna o inferno pessoal de cada um por viverem em dois.

Então o toque é: um dia de cada vez.

- Mas esse não é o lema dos Alcoólatras Anônimos?

Er... bem... é sim. Mas acredito que sirva às bêbadas de sonhos matrimoniais também. Mais dia menos dia, uma pessoa especial aparecerá em suas vidas e as conquistará de tal forma que será impossível resistir à tentação de querer dividir (ou somar) sua vida com (a d)ela. Aí sim será gostoso escolher juntos a vida que viverão, como a casa onde vão morar, a decoração de cada cômodo... Juntos, entendeu, Júlia?

- Ah, mas eu tenho muito mais bom gosto que qualquer homem. Meu casamento será perfeito!

É, algumas pessoas são incorrigíveis...


Cadastre seu e-mail abaixo e receba novidades do blog
Toques Para Mulheres



32 comentários:

Marina Avila disse...

Fantástico, Edson, como sempre. Arrancou-me uns sorrisos nessa madrugada de comida-pronta-no-microondas.

Nana B. Poetisa disse...

Married with love and conscience, for 25th happier and amazing years!

Arrependida de ter me amarrado aos 17 anos, com o pai dos meus filhos, no auge da minha juventude?

Neeeeeeeeeeeeeeem morta!

Conheço casais de um ano, menos até...que não tem a cumplicidade, que nós, Dinossauros do Amor, criamos entre nós.

Casamento da certo? Sim, dá.

Mas, vc tem que aprender a ceder, aprender a ver que o outro não acorda com a cara do Brad Pitt todo dia, que tampouco, somos a encarnação da Angelina Jolie, com pele de pêssego e sorriso Colgate aos primeiros raios do sol.

Saber compreender as diferenças, a calar muitas vzs quando queremos berrar, clamar por outras em que temos certeza de nossa razão...mas, jamais negar sua voz, em detrimento de nada, nem de ninguém, isso não tem preço!

Eu casei cedo e muito.

Pergunta indefectível:

- Sou feliz?

Sim. E, sem medo posso dizer, que não invejo um casal de 20 e poucos anos, casado há 2, 3, 4 anos como muitos, que conheço hoje. Que ao menor sinal de desentendimento, parte para o defectível e fatal DIVÓRCIO...como se ele resolvesse todas as mazelas do dia a dia, de um casamento.

O que nós construímos, leva tempo, precisa de cumplicidade e doação...amor e paciência.

Sim, paciência. Algo que não vemos a miúde nas relações dos dias atuais.

Nossa, acho que falei demais. (rs)

MAs, expressei a minha verdade e o que vivo.

Beijos...
Nana.

Felipe Renzoni disse...

Como dizem: "quem vê a partida de fora enxerga dez rodadas adiante".Só alguém que soube refletir profundamente sobre a união entre um casal poderia ter feito algo tão brilhante.E singelo, como deve ser.

Beatriz Gosmin disse...

Adoorei a crônica!

E isso é realmente um fato: Toda mulher tem o sonho de se casar, quer que tudo seja perfeito, e com a pessoa perfeita. Mas, ficar apenas sonhando não dá! Tem que viver e em uma hora de distração o amor da sua vida aparece e voce tem que estar preparada para agarrá-lo e não deixar ele fugir nunca mais!

B€eeijos!

www.livroseatitudes.blogspot.com

@_ricbiazotto disse...

E realmente quando se encontra a pessoa certa, isso pode ser algo muito sério. Meus avôs completaram ontem 55 anos de casados. Nos meus 18 anos, nunca vi eles brigando por NADA. Ah, mais vce não viveu nem metade desse matrimônio. Pois é, mas meus primos mais velhos, meu pai e meus tios dizem o mesmo!!

É, pode ser algo impossível ficar 55 anos com uma única pessoa sem brigas, mas quando aparecer a pessoa especial .. bom, aí todo mundo já sabe o que acontece!!

Aninha disse...

O grande problema do casamento hoje em dia é a falta de compromisso. As pessoas se casam já pensando:"a se não der certo é só separar".Como pode? começar algo pensando no final?!!!!


Parabéns, vc como sempre com textos ótimos e divertidissimos...

Michele Cruz disse...

Ótimo texto Edson, parabéns!
Acho q estou vivendo essa questão hoje..rsrs, prestes a um casamento, fico me vigiando pra não correr o risco de estar mais preocupada com os preparativos do que com o nosso relacionamento...Kkk.
bjus! Parabéns de novo..

Anônimo disse...

A arte de se relacionar!
Muitas mulheres, e até alguns homens pecam ao ver o casamento como um objetivo de vida. O casamento não deveria ser a conseqüência de um bom relacionamento? Papo para nosso próximo almoço, hein?! kkkkkk

Mas o melhor é o que você disse no terceiro parágrafo:
‘Mas houve uma época em que alguém teve a idéia de se casar por amor, ignorando estabilidade.’
Tudo culpa do amor! Esse sujeitinho afeta algumas pessoas negativamente (cegueira, sensações de posse, ausência de raciocínio lógico, reclusão social, dependência).

Não que não se deva amar. Devemos sim. Amar a nós. Depois ao próximo COMO A NÓS MESMOS, de acordo com a lei divina. Jamais amar o outro MAIS do que a si próprio.
Mas em 1500 Camões já dizia: ‘o amor é um solitário entre a gente’. Sabe o que ele quis dizer???
Só meia dúzia de nós realmente tem esse sentimento, os outros acham que tem.
Bjo da p!

Aline Zanin disse...

Muito bom! Mas idealizou a "união" do mesmo jeito no final... acho q nem casamento e nem a união com uma pessoa devem ser idealizáveis: "Mais dia menos dia, uma pessoa especial aparecerá em suas vidas e as conquistará de tal forma que será impossível resistir à tentação de querer dividir (ou somar) sua vida com (a d)ela." Porque é justamente daí q vem a idealização do casamento depois... Lógico q tem as "bêbadas" q idealizam o matrimônio sem levar em consideração a pessoa, e essas são as piores! huahau

Elizabeth disse...

Muito bom Ed.. adorei !!!
eu sempre aprendo algo por aqui rsr
Beijos!

Cleonice Braz disse...

Ri horrores! Texto bem propício ao momento!
Beijo!

Kelly Resca disse...

Eds, seus toques são muito legais e coerentes...
Praticamente um terapeuta ! *rs

Na minha opinião, o bom de um casamento é quando você tem liberdade para qualquer coisa com a pessoa...

Quando o seu amor, está ao seu lado ou ao lado dos amigos com você, ele é a sempre a mesma pessoa, tem as mesmas atitudes...
Isto é lealdade no casamento !

Ainda hoje depois de anos, quando estou chegando em casa, eu me arrumo no carro, me perfumo e tenho frio na barriga pois vou vê-lo...
Isto é namorar no casamento !

Fazemos de tudo juntos, com a plena liberdade que também podemos fazer atividades separadas, como ir ao futebol ou tomar café com as amigas...
Isto é se casar com seu melhor amigo !

Análise : Você cobra do seu melhor amigo se ele deixa de fazer alguma coisa por você ?

A primeira coisa que meu marido me pediu, ao me ver pela primeira vez foi um abraço...
Tão simples nê ? Inesquecível para mim.

Graças a Deus, nos abraçamos até hoje e ele continua pedindo coisas diferentes que me surpreendem até hoje...
Atualmente além do abraço, ele pede pra eu devolver o cartão de crédito que ele me deu !
O cartão de crédito dele foi clonado e ele não solicitou o cancelamento com a operadora, o novo portador do cartão gasta bem menos que eu !*rs

Casamento é diversão com quem você ama, tendo liberdade e confiança para viver uma vida a dois sem perder sua essência, sua individualidade, seus amigos, que agora são amigos dos dois, torcer pelas coisas boas do dia a dia, onde você e a outra parte formam uma equipe !

Bejo Eds meu amigo queridooo !
Keka

.Bárbara Matos. disse...

HAHA, adorei, ainda estou bem longe de casar, mas já fica a dica ;}

Paty Algayer disse...

Adorei!! Muuito ,muuito bom! Meu marido e eu iinda não tivemos coragem de nos casar, sempre fomos da opinião que a pressão co festa, preparativos etc podem minar uma relação! Bjs, ótimo final de semana!!

Jes disse...

Tem mulheres q são loucas, q bom q eu fico fora dessa rsrs

Marcia disse...

hahaha muito bom...

Sou uma sra.(estranho isso rs) bem casada há 22 anos, alguns me pergutam qual é o segredo, respondo - respeito (a individualidade, ao jeito de ser, o espaço) e eles respondem mais e o amor, respondo - q amor sobreviveria a falta de respeito.

Fernando da Costa Melo disse...

Cara, tinha esquecido como você é bom nisso! Um abraço.

Pah disse...

Ri muito, sempre me divirto lendo suas crônicas!
Gostei bastante dessa, atualmente o casamento virou uma festa e não uma união, como diz minha avó na maioria das vezes o simples é muito, então para que uma mega festa sem ter um relacionamento verdadeiro e merecedor dessa união?!
Parabéns pela crônica!

Abraços

Feliciity disse...

Hahaha...
MuitoO bom!
Ainda bem que não entro na lista dessas mulheres bêbadas por sonhos matrimoniais.
=P
bjss..

Anônimo disse...

Sócrates (o filósofo, não o jogador) dizia que "o ideal no casamento é que a mulher seja cega e o homem seja surdo".
Hoje eu adapto essa frase para: “é melhor que homem e mulher sejam cegos e surdos, de preferência mudos também.” Rs...

Eu acredito que todo relacionamento (não só o conjugal) deve ser construído com muita confiança, amizade (não vá transformar sua cara metade na sua melhor amiga todo mundo deve ter um o outro segredinho, é natural e saudável ), respeito e tolerância. Eu estou com a mesma pessoal a 19 anos, já passamos por altos e baixos, por crises de 1, 7, 10 anos... E nunca perdemos a confiança, a amizade e o respeito que temos um com o outro. Ta a tolerância é o mais difícil, porém se vocês convivem a muito tempo com alguém acaba se acostumando a pequenos detalhes. Hoje eu sei que independente do que posso acontecer no futuro, valeu a pena ter dividido tanto tempo com ele.

A única coisa que eu mudaria seria a cerimônia e a festa. Hoje eu não faria mais, acho que o casamento é muito mais que toda essa simbologia, a vida conjugal é na verdade algo que deve começar, evoluir e terminar unicamente a dois.

Mais uma vez um texto perfeito merecedor de estar publicado num livro, tem pessoas que nascem com o talento de escrever e outras que aprendem a escrever, você meu caro amigo é talentoso e aprendeu a escrever, por isso é tão bom. E ainda de quebra está se saindo um ótimo professor. :-)

Beijos e pode postar mais crônicas nesse blog que eu adoro.

Debby Lenon

Anônimo disse...

Muito bom, gostei mesmo... vc pegou na raiz...rs

Ceiça Lima disse...

Ahahahaaaa!!! Muito bom Edson, aliás isto nem é novidade, vc sempre escreve divinamente. Há pessoas que são mesmo incorrigíveis... Conheço uma que casou-se sei lá com quem, com o noivo é que não foi, ele é apenas um meio... Bah, deixa para lá. Tenho dó das bêbadas de casamento... Arrependo-me até a última e ínfima parte da raiz dos cabelos de um dia ter me casado, mesmo que supostamente por amor... Ama-se mais em liberdade, grades para que??? Pena que aprender isto custa-nos... Excelente crônica Edson! Abraço e uma ótima semana :)

Anônimo disse...

hahahaha ri muitooo!!!!
Sabe qual é o melhor? Tenho 16 anos e penso em me casar... Mas não sou uma bêbada de sonho matrimonial, só tenho o noivo na verdade.... nunca pensei no modelo do vestido muito menos em qual carro irei chegar na igreja...! A única coisa em que pensei (ou melhor pensamos!) foi em como será a nossa casa e nossa vida depois de casados...!!!
Muitas pessoas, principalmente minhas amigas, dizem que sou louca por querer casar tão cedo,mas eu tenho que certeza que ele é a pessoa certa. Dizem que eu vou perder minha juventude, mas eu sei muitar bem viver a minha juventude com alguém do meu lado...! E que sejamos muitos felizes...!!!
Priscila Oliveira

Gaby Mendes disse...

Muito bom! Você sempre me arranca risos com essas crônicas. Ai ai,pelo menos eu não me incluo nessa lista aí,planejar um casamento sem o noivo direito não rola né? Ele é/tem que ser a parte mais interessada e interessante. rs

sucesso!
http://www.gabymenddes.blogspot.com/

Paola Scorpio disse...

Então, deixa eu contar meu casamento ideal: eu e o homem da minha vida, em um bosque, trocando juramentos diante da lua cheia que desponta do outro lado do rio (ou do lago, ou do que tiver por perto), tendo por madrinha e testemunha a própria lua. Deu. É isso. Preparativos necessários: descobrir o lugar mais próximo com o ambiente propício, olhar a previsão do tempo e a fase da lua, e arranjar o meio de transporte. uper complicado, não?

É, meu namorado e eu não ficamos fazendo planejamentos desse tipo, eles são desnecessários. A gente planeja o estilo da casa ou do apartamento, ter ou não ter e quando/como ter filhos, criação, ou se um vai seguir o outro para onde o outro for. Casamento é cumplicidade, amor, respeito... A cerimônia, se realizada, não tem qualquer importância em si, pois é mero rito de passagem.

N. Ancalimë disse...

Eu nunca fiquei planejando meu casamento. A única exigência que faço é o Steven Tyler cantando ao vivo. Só.
Como meu namorado já concordou com isso, basta apenas o Steven concordar. HAHA

Barbara disse...

Uhauha adorei!
Não faço parte #mesmo das bêbadas de sonhos matrimoniais, mas conheço váaarriasss que fazem!
Acho que vou mandar seu conto pra elas!
Parabéns!

Effy disse...

Parabéns pelo texto!

tadinha da filha o pai querendo abrir os olhos e ela questionando rsrs

Antes eu acho que as mulheres sonhavam mais com casamento, hoje vejo tantas outras que nem pensam nisso, acho que quanto maior a formação, as informações, a independência, esse sonho branco e matrimônial vai diminuindo.

Com humor, você mostrou que hoje as pessoas estão super valorizando a festa, os comentários, o luxo, do que propriamente os valores do casamento.

Parabéns!
^^

Pueblo disse...

Quando se casa cada um vem com o seu baú e vai abrindo pouco a pouco e colocando na casa dos pombinhos seus pertences mentais. Ou aprendemos a lidar com as coisas que cada um traz no baú ou o casamento nao dura nem 10 anos. Eu tenho 23 de casada e posso afirmar que ainda tem coisa para ser retirada doos nossos baús rsrsrsrs mas hoje ja consigo ter uma ideia do que tem la dentro e a nossa instituição segue em paz!

Ana Luiza Rosa disse...

Acho que o mais importante é cada coisa em seu tempo! Principalmente para um assunto tão sério quanto esse, quando você toma esta decisão não é só um passo que você está dando na vida, e sim um salto, então nem sempre planejar tudo seja o melhor em questão.
Há muita coisa a se procupar no meio do caminho!
Gostei de mais das grandes verdades ditas!
Abraço.

Sheyene Figueiredo disse...

Amei o texto, ficou ótimo! Não sabia que o casamento foi inventado com a intenção de juntar bens, TPM também é cultura!! kkkkkk
Muito legal mesmo, dei altas rizadas aqui!
Parabéns pelo Blog, ele é muito legal!

Att

Elisandra disse...

Nossa concordo totalmente com vc tudo tem que ser escolhido juntos, porque quando somente um opina é porque não vai dar certo. E quando é pra dar certo até o sonho do casamento ( a maneira como será realizado) é do jeito que os dois queriam. Sabe aquela coisa de um começar dizendo:
Ele: - Eu quero algo simples.
Ela: - No civil está ótimo.
Ele: - Depois uma festa.
Ela: - Cheio de amigos.
Ele e Ela: - Ai depois fugimos para a lua de mel.

Isso sim é perfeito idealizado pelos dois...não importa se ele é simples ou sofisticados e sim que os noivos que decidam.

Beijokas elis!!!!

Postar um comentário